Aplicar este tema
Benicio

image

Quando crescesse  

Queria ser maior que seus sonhos,

queria ser uma doce ilusão,

verdadeira,

pulsando forte,

como quem não consegue esperar

 para caber dentro de si.

.

E quando o palco devora seus pés

e sua alma embriagada de emoção,

A luz te cega,

e não há mais você,

.

Sorrisos

gritos

lágrimas

e horror,

se misturam dentro do seu rosto cheio de cor

que já não te pertence mais.

.

Sua silhueta à meia luz

delira em cima do palco,

e dança

e cai

e levanta

desafiando nossos olhos

a acreditar

na magia que te faz brilhar.

.

Quando você se vestiu de sonhos

e voou diante dos meus olhos,

eu pensei nunca mais ser o mesmo

e voei com você.

Porque dentro das nossas vidas

vazias e cheias de mentiras,

você é a fantasia

que torna real

o que jamais poderemos ser.

Sem bagagem

image

Quem dirá a hora certa de partir,

para não saber ao certo onde chegar,

 

me diga onde eu estou agora,

 

e o que restou das nossas promessas…

 

Ah… eu acho que perdi a cabeça,

 

perdi os sentidos,

 

como uma lunático a procura de esperança,

 

tentando esconder as lágrimas no seu rosto,

 

 com minhas próprias mentiras,

 

agora você não pode me ver.

 

Jogue a sua espada no chão,

 

abandone suas defesas 

 

eu estou aqui pra ajudar,

 

me diga se ainda estou aqui.

 

Haverá solidão,

quando bater no meu peito a certeza

de um futuro que deixa de existir,

da vontade de partir,

da saudade de passagem,

sem destino,

sem bagagem.

 

Ah, eu acho que perdi a cabeça…

 

Perdi teu sorriso também,

 

mas fica em mim, 

 

os teus melhores dias,

 

e a alegria de saber,

 

que nem sempre houve outra face 

 

cobrindo a verdade em teu rosto,

 

agora oculto.

 

You Are My Solitude

 

Um cigarro, uma janela aberta para a noite, um prazer que dói.

Uma luz apagada, as mãos frias sobre a mesa, pedaços de mim no papel.

Um coração que espera no silêncio,

Olhos vazios fitando sonhos quebrados ao som de um jazz.

 

E seu abraço fatídico e sorrateiro, devorando lentamente minha alma, dentro da noite veloz.

 

Contigo eu perco meus medos e o tempo, mãe solidão.

E reencontro em teus prazeres minhas próprias verdades perdidas,

E me sasseio, como servo fiel que sou, a serviço de teus encantos,

efêmeros como a própria vida.

 

Eu luto,

Mas sei que de nada sou capaz,

Quando teus olhos negros me enganam,

Me privando do amor que nunca merecerei,

pois meu coração é um deserto que procura o oceano.

Laura

image


Teu olhar de sonhos e melancolias adoráveis,

são novos sóis redescobrindo velhas paisagens, 

onde estaremos sempre preparados para sorrir,

Sob um céu sem nuvens.

E para sermos eternos até anoitecer, 

quando todos mudarem ao nosso redor.


Amanhã seremos fotos antigas das nossas felicidades,

que durarão eternos segundos,

Como seu sorriso que permanece em mim,

feito borboletas vermelhas pairando sob o jardim,

em um fim de tarde alaranjado.


Temos bons momentos pra conservar,

que estão longe da perfeição…

mas são nossos,

e estamos construindo ao nosso modo,

com boa música,

e aqueles filmes tristes de amor,

que nos fazem sentir vivos

e capazes de sonhar sem limites.


Quando a escuridão for o preço de toda essa luz,

Não teremos medo,

quando meus olhos estiverem fechados

e todas as interrogações forem as mesmas,

Apostarei em  tudo que amamos,

porque agora vou ter sua mão pra me segurar,

quando eu estiver triste e cansado. 


E só meu coração reconhece sua voz,

como uma melodia de paz trazida por Deus,

não havendo linguagem que expresse

a Grandeza de sentir que ao seu lado,

seremos sempre infinitos.

Cartas só pra mim

image

Mais um gole de alegria líquida,

e estaremos o mais próximo que já estivemos,

prontos pra mentir se for preciso,

ou seguir calados,

pela estrada fria desse dia tão óbvio e cinzento,

em que resolvemos nos olhar face à face, mais uma vez,

e seguir…

 

Quando éramos jovens e nossas palavras inocentes

eram claras como água,

não havia pelo que se lamentar.

Porém se agora falamos,

vai por água abaixo tudo que tornamos real,

se não soubermos enganar a vida, e fingir que nos importamos.

 

Eu acredito que estive errado esse tempo todo,

e em silêncio… por todos esses dias negros.

 

E eu não consigo parar essa sensação

de que nunca vou entender nada certo,

que não vou ser mais perfeito que ontem,

como nunca fui.

Porque a cada acorde de tempo que meu coração entoa, 

a vida me prova que eu também tenho notas ruins,

e é nisso que eu me torno quando todo mundo se vai,

quando você é cada um dos dias que me resta,

quando você é o resultado de todas aquelas palavras doces

que nunca foram ditas.

 

E você é o meu pássaro preferido,

 e quando você canta,

eu realmente desejo que você fique até às três,

e vá embora sem que eu veja seu olhar no escuro da sala,

dizendo: não.

Porque eu não consigo desligar meu amor como uma máquina fria,

mas eu posso seguir em frente.

 

Ontem eu fui um sorriso,

Ontem eu fui um alívio;

Hoje,

sou apenas uma palavra que ninguém quer dizer.

Para onde nós vamos daqui…?
sem saber qual o modo certo de fingir que a solidão
é só mais um caminho errado. 
Além da sensação de estar perdido
ainda existe um infinito
que se revela em minha pupila
e machuca a cada”poderia-ter-sido”.
As minhãs mãos ainda tremem inexplicáveis  
mantendo minha auto-estima dentro dos textos
que escrevo e releio tentando me enxergar ,
eu reabro os olhos e tudo está ao contrário
mas eu me sinto seguro,
o carro segue sem pressa 
enquanto o mundo derrete lá fora.
Os sinais estão confusos …
e nada importa enquanto as cores pulsam, 
cúmplices de nossa viajem errônea,
e nada importa agora,
porque sempre voltaremos pra casa no final.

Para onde nós vamos daqui…?

sem saber qual o modo certo de fingir que a solidão

é só mais um caminho errado. 

Além da sensação de estar perdido

ainda existe um infinito

que se revela em minha pupila

e machuca a cada”poderia-ter-sido”.

As minhãs mãos ainda tremem inexplicáveis  

mantendo minha auto-estima dentro dos textos

que escrevo e releio tentando me enxergar ,

eu reabro os olhos e tudo está ao contrário

mas eu me sinto seguro,

o carro segue sem pressa 

enquanto o mundo derrete lá fora.

Os sinais estão confusos …

e nada importa enquanto as cores pulsam, 

cúmplices de nossa viajem errônea,

e nada importa agora,

porque sempre voltaremos pra casa no final.

Tanto

A veracidade das suas palavras

arranhou minhas mãos sujas de orgulho e tempo,

e meu ego está sangrando,

agora que tudo que construí ao seu redor 

Se fez pó e culpa.

O eufórico pavor da alegria que a paixão me trouxe 

tende agora à mediocridade insignificante dos sonhadores,

e eu sinto que não há mais nada pro meu próprio coração.

No momento em que estou só

O diabo vaga na minha alma…

E eu minto pra mim,

e mesmo as avessas eu estou feliz e sangrando por você,

por tudo que gastamos em tardes aleatórias

de sol e paz

 nessa plena sensação, sem dor .

Mas agora

fadados estão nossos sentimentos à justiça de seu jugo

Quando minhas boas inteções bagunçaram tudo,

ao tentar consertar os seus erros

e faze-los meus, aos olhos de quem ama.

Há tanto amor envolto de ódio qui dentro de mim

que será um erro não esperar que a dor faça sua arte.

E por fim, o orgulho será essa sombra que nos consome em vida

até que a morte faça sua parte.

Quantas palavras seu sombrio coração guardou

daquilo que eu poderia ter dito.

Quantas palavras da fúria que o amor me trouxe 

dentro de mim repito

Ainda há pedaços da sua solidão dentro da minha voz violenta

clamando por coisas sem sentido aparente

Sua caligrafia banal escrita em minha pele quente

é pura tatuagem

e revela muito além do que devo ser

E seja talvez o fim esse nosso pra sempre…

tão breve,

quando me ofertas a razão em taças fartas

sem me levar contigo,

rumo a um fim

onde somente um protagonista 

pode ter o final feliz.

A festa

O que ficou de mim dentro de você,

foi o que o tempo não apaga,

pois o amor é apenas um vírus,

e foi destruindo tudo aquilo que importava 

para que no final

fosse uma doce mentira,

crescendo como um câncer

e isso o tempo não cura.

Escondi suas mentiras dentro da minha caixa de lembranças,

para que eu erre consciente da próxima vez,

certo de que no final de tudo

somos apenas carne pela carne,

e que a perfeição que eu via em você

é só um efeito colateral

desse vírus perfeito,

legado dos deuses aos seus,

e novamente  será o fim.

Hoje à noite 

seus braços são meu lar,

sua pele suave é a única realidade a que pertenço,

e o seu coração inquieto não me deixa outra escolha.

Hoje à noite

é pra sempre,

fica aqui comigo

até que a festa acabe

e a amanheça em você

a percepção de que errar e seguir em frente

é sua forma de fugir

e fingir estar certa em ser humana

e não precisar pedir perdão.

hoje, a noite

acaba aqui. 

O SOL


As vezes a chuva cai silenciosa,
e traz em cada gota uma melodia singular.
Indefinível e prazerosa harmonia de dor…
e paz.
Eu  fecho os olhos,
me perco dentro dessa sinfonia,
perante tudo que a solidão me permite,
é o que ainda há pra mim.
Quando o silêncio da sua ausência for maior
que a canção que o pranto do céu me traz,
vai anoitecer pra sempre em meu coração,
Como nunca mais será um fim de tarde qualquer 
onde gastamos nossa efêmera juventude
em nossas típicas tolices,
que são tudo que importa
agora que só há saudade,
e chove aqui dentro de mim.

O SOL



As vezes a chuva cai silenciosa,

e traz em cada gota uma melodia singular.

Indefinível e prazerosa harmonia de dor…

e paz.

Eu  fecho os olhos,

me perco dentro dessa sinfonia,

perante tudo que a solidão me permite,

é o que ainda há pra mim.

Quando o silêncio da sua ausência for maior

que a canção que o pranto do céu me traz,

vai anoitecer pra sempre em meu coração,

Como nunca mais será um fim de tarde qualquer 

onde gastamos nossa efêmera juventude

em nossas típicas tolices,

que são tudo que importa

agora que só há saudade,

e chove aqui dentro de mim.

The Lake by Antony & The Johnsons from the album: The Lake